NOTÍCIAS

15/05/2019
China fica com 26% da carne exportada pelo Brasil no quadrimestre
País tem liderança na compra de carnes bovina, suína e de frango

A China comprou 26% de toda a carne vendida pelo Brasil nos quatro primeiros meses deste ano. Até abril, o país exportou 2 milhões de toneladas de proteína animal. Os chineses, incluindo as entradas via Hong Kong, ficaram com 520 mil.

Esse volume inclui carnes de frango, suína e bovina. A participação chinesa nas importações de carne suína subiu muito, devido aos problemas sanitários no país.

Segundo a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), China e Hong Kong ficaram com 45% da carne suína que saiu pelas fronteiras do Brasil de janeiro a abril. No caso do frango, o percentual é de 17%.

A participação da China e de Hong Kong nas importações de carne bovina brasileira é ainda maior. Para a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos), eles compraram 209 mil toneladas no quadrimestre, 52% do que foi exportado pelo país.

Um indicador da forte aceleração da participação chinesa nas vendas brasileiras são os dados de abril.

No mês passado, a China comprou 61% mais carne suína no país do que em abril de 2018, e 20% mais de carne de frango.

O país asiático assumiu a liderança nas compras de todos os três tipos de proteínas no Brasil: bovina, suína e de frango.

No setor de aves, embora tenha perdido a liderança, a Arábia Saudita ainda se mantém entre os principais importadores. O Japão vem a seguir.

Na carne suína, um dos destaques é o Uruguai, que assumiu a segunda posição no ranking dos principais importadores. O país vizinho desbancou a Rússia, que ocupava esse posto no ano passado.

Na carne bovina, Egito e Chile, segundo e terceiro lugares, importaram menos no quadrimestre, mas houve uma compensação pela elevação das compras do Irã.

fonte: folha de sp

Nenhum comentário até o momento...



Sindicato Rural - Rua Paraná, 3937 - Centro - Cascavel /PR - Fone (45) 3225-3437