CASCAVEL TEMPO

Coronavírus faz JBS avaliar suspensão de abates em algumas unidades de bovinos no Brasil

Companhia não detalhou quais serão as plantas que poderão ter as operações suspensas
  • Data de publicação: 18/03/2020

A JBS informou nesta segunda-feira (16/3) que vem monitorando os reflexos do coronavírus no mercado e admitiu que "avalia a implantação de férias coletivas exclusivamente em algumas das suas unidades de processamento de bovinos no Brasil".A companhia, que também atua em carnes de frango, suínos e alimentos processados, não detalhou quais serão as plantas que poderão ter as operações suspensas.
Fontes do mercado consultadas pela Reuters disseram que a expectativa é de que o movimento atinja outras empresas do setor.No caso da JBS, as paralisações podem ocorrer em unidades dos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, onde estão algumas das maiores operações.Falta de contêineresDe acordo com as fontes, que pediram para ficar no anonimato, a avaliação de paralisar as unidades ocorreu devido à dificuldade de exportação por falta de contêineres, que foram enviados para a China e ainda não retornaram, em meio a problemas logísticos nos portos chineses decorrentes das ações para conter o coronavírus.As conversas para definir em quais plantas a medida seria adotada começaram na última sexta-feira e, por se tratar de um problema que afeta o mercado de bovinos em geral, paralisações não são descartadas por concorrentes como Minerva Foods, segundo uma das fontes.De acordo com reportagem da Reuters publicada na semana passada, o congestionamento nos portos chineses está diminuindo, mas ainda há reflexos para o setor de contêineres.FONTE: REVISTA GLOBO RURAL

Notícias relacionadas:

Estado do Paraná ‘dribla’ covid-19 por status livre de aftosa

Reflexos Do Coronavírus E O Impacto Da Transformação Digital No Agronegócio

Covid-19: Mudanças nos hábitos de consumo e oportunidades para o agro foram discutidas em 1ª live do CNMA

Coronavirus bovino (BCov) é diferente do vírus da Covid-19

Comentários Comente essa notícia

Nenhum comentário até o momento...

Deixe seu comentário