CASCAVEL TEMPO

Emater-MG lança cartilha sobre covid durante a colheita do café

Minas Gerais, maior estado brasileiro produtor de café, deverá colher em torno de 30 milhões de sacas de 60kg
  • Data de publicação: 11/05/2020

É chegada a época da colheita da safra do café de 2020, e Minas Gerais, maior estado brasileiro produtor de café, deverá colher em torno de 30 milhões de sacas de 60kg, volume físico que representa mais ou menos 50% da safra nacional, produzidos em aproximadamente 460 municípios mineiros.
Assim, os produtores terão o grande desafio de mitigar a contaminação do novo coronavírus, que causa a covid-19, doença altamente contagiosa que pode implicar infecções respiratórias graves e, em casos extremos, levar a óbito.
Com o objetivo de auxiliar os produtores mineiros a enfrentar essa nova dificuldade, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais – Emater-MG lançou a cartilha “Orientações sobre prevenção ao coronavírus durante a colheita do café”, a qual contém um conjunto de informações básicas de prevenção ao vírus nesta importante etapa de produção de café.
 Segundo a cartilha, a transmissão do coronavírus pode acontecer no contato com uma pessoa infectada, por exemplo, mediante um simples aperto de mão, e ainda por gotículas de saliva quando ela fala, tosse ou espirra. Também é possível contrair esse vírus pelo contato com objetos ou superfícies contaminadas, pois estudos indicam que o coronavírus pode sobreviver em superfícies de vidro, metal, papel e plástico por vários dias, caso essas superfícies não sejam higienizadas adequadamente. Desse modo, para evitar a contaminação, aconselha-se o distanciamento de pelo menos dois metros entre as pessoas, uso de máscaras, bem como a higienização sistemática das superfícies mencionadas.
 As recomendações básicas contidas na cartilha “Orientações sobre prevenção ao coronavírus durante a colheita do café” devem ser adotadas em qualquer ambiente, seja em casa ou na lavoura. São elas: lavar as mãos com frequência ou higienizá-las com álcool em gel 70%; não utilizar as mãos para cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirar, mas usar um lenço ou o braço; evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas; manter um distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas; evitar aglomerações e permanecer em casa sempre que puder. Pessoas com sintomas de gripe devem ser afastadas de suas atividades, e as que tiverem mais de 60 anos ou forem portadoras de doenças respiratórias, cardíacas ou diabetes fazem parte do grupo de risco e devem permanecer em suas casas. Transporte – especificamente em relação aos cuidados que devem ser adotados no transporte dos trabalhadores para a colheita do café, a cartilha estabelece as medidas de prevenção que consistem em orientar os produtores que, ao transportar trabalhadores, devem limpar bem o veículo e borrifar no seu interior, antes e depois das viagens, uma solução de água com 10% de água sanitária, assim como disponibilizar álcool em gel 70% para higienização das mãos dos trabalhadores. Nos trajetos, as janelas do veículo devem ser mantidas abertas e deve ser respeitada a distância mínima de dois metros entre os passageiros, que devem usar máscaras, assim como o condutor do veículo. E, ao chegar na propriedade, os trabalhadores e colaboradores devem lavar corretamente as mãos com água e sabão.
 No caso dos trabalhadores que forem dormir em alojamentos durante os meses da colheita, os produtores deverão adotar providências para que o ambiente seja ventilado, higienizado diariamente e tenha disponibilidade de chuveiros, torneiras, água e sabão para a higiene pessoal. Além disso, as camas do alojamento devem ficar à uma distância mínima de dois metros entre elas, e os armários, toalhas e roupas de cama não devem ser compartilhadas. E, ainda, devem disponibilizar álcool em gel 70% para a higienização das mãos.
Acesse o conteúdo da cartilha “Orientações sobre prevenção ao coronavírus durante a colheita do café” na íntegra, pelo link:http://www.sapc.embrapa.br/arquivos/consorcio/publicacoes_tecnicas/cartilha_cafe_covid_Emater_MG.pdf
 

Notícias relacionadas:

Paraná registra 153 mortos desde o início da pandemia

Estado do Paraná ‘dribla’ covid-19 por status livre de aftosa

Reflexos Do Coronavírus E O Impacto Da Transformação Digital No Agronegócio

Covid-19: Mudanças nos hábitos de consumo e oportunidades para o agro foram discutidas em 1ª live do CNMA

Comentários Comente essa notícia

Nenhum comentário até o momento...

Deixe seu comentário